segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Dona de casa (muito) desesperada!


Quando entrei para a universidade fui morar sozinha, para longe da minha mãe, da minha irmã, do meu avô e da minha falecida avó. Naquela altura não tinha bem a noção do que morar sozinha implicava. Não era o facto de estar "por minha conta" que me preocupava, porque sempre fui muito independente e sempre tive bastante liberdade. O meu problema estava mais relacionado com as tarefas domésticas. Nunca fui habituada a ajudar nas lides da casa, não sabia fazer rigorosamente nada. Não sabia trabalhar com a máquina de lavar e secar a roupa, não sabia ligar a máquina de lavar a louça, não sabia cozinhar (ok, ainda hoje não sei), não sabia lavar a louça, passar a ferro, limpar e arrumar a cozinha, o quarto ou a casa de banho, nem aspirar decentemente sabia. A única coisa que ainda ia sabendo fazer era aquecer comida no microondas. Sinceramente não são factos dos quais me orgulhe, mas cresci rodeada por pessoas que faziam estas coisas por mim, que me diziam "deixa estar, eu faço". Se não fazia a minha mãe, fazia a minha avó, se não faziam ambas fazia a Mimi (a senhora que vem cá a casa limpar e arrumar). Quando me deparei com a quantidade de tarefas a fazer tive de me desenrascar e aprender... Ao fim de 4 anos, não me tornei uma dona de casa perfeita, mas sei fazer um pouco de tudo. Tudo o que sei aprendi sozinha depois de muitos erros e tentativas falhadas, o que me deixa bastante orgulhosa.
Hoje em dia ajudo bastante cá em casa, faço imensas tarefas domésticas. Arrumo o que desarrumo e limpo o que sujo. E não é coisa que me desagrade. Com isto tudo apercebi-me que até gosto de passar a ferro, é relaxante, distrai-me. 

No fim de semana passado a minha irmã veio a casa, está a estudar fora e tal como eu nunca foi habituada a fazer nadinha em casa (de vez em quando lá me liga a perguntar como é que se faz isto ou aquilo), trazia vestida uma camisa mesmo muito mal passada, chegou perto da Mimi que estava a limpar o corredor e disse:

Mana: Mimi, fui eu que passei a camisa a ferro, está bem? Não está tão bem como quando tu passas, mas não está mal pois não?
Mimi: Não minha linda, está muito bem... 

A minha irmã sai de perto de nós e a Mimi diz para mim:

Mimi: Viste aquilo? Nunca tinha visto uma camisa tão mal passada e com tantos vincos... Como é que ela foi capaz de andar com aquilo na rua, que vergonha! Mas coitadinha, estava tão contente que eu não tive coragem de lhe dizer... Mas com o tempo aprende, tu também aprendeste. 

Ela aprende, eu também aprendi. Mas andar com uma camisa assim na rua? Andar com uma camisa assim na rua já é demais! LOL

38 comentários:

  1. Ahah, a mentirinha piedosa. lol
    Eu sei fazer quase tudo em casa. Não faço mais porque sou mandrião. lol
    A sério, um dia a "rapariga" ficou internada uma semana e mais umas quantas no período de convalescença e eu, que sou todo rigoroso com horários, não gostei de ter as refeições em casa e horários alheios. Decidi aprender a cozinhar e desenrasco-me bem.
    Nunca me deu para passar a ferro, mas de resto sei fazer quase tudo...
    Sermos independentes custa, mas é bom. :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também sou muito preguiçosa, podendo escapar-me às tarefas também o faço... :p
      Enquanto estudei fora e morei com o meu namorado e uns amigos nossos, nunca precisámos de definir as tarefas que cada um fazia, ajudávamos-nos uns aos outros e corria sempre tudo muito bem... Tirando os dias em que eu me lembrava de cozinhar que resultavam sempre numa verdadeira catástrofe... Por mais que tente nunca me sai nada de jeito!:p

      Eliminar
  2. Eu sempre fiz as tarefas domésticas, cozinhar é que era um problema portanto quando fui para a faculdade o problema era mesmo a comida! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tive de aprender tudo quando fui para a universidade, não sabia fazer rigorosamente nada. Hoje continuo sem saber cozinhar, por mais que tente nunca me sai nada bem... Mas o meu namorado safa-se muito bem na cozinha e cozinhava para todos nós! xD

      Eliminar
  3. Eu sempre fui habituada a fazer de tudo...e com esta idade sinto-me preparadissima para sair de casa e puder morar com ele xD a casa não vai ficar empestada e nem ele vai morrer à fome xD hahaha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu só aprendi a "desenrascar-me" quando entrei para a universidade. Apesar de nunca ter aprendido a cozinhar decentemente, o meu namorado cozinha muito bem e enquanto moramos juntos na universidade era ele que cozinhava lá em casa e as restantes tarefas eram divididas pelos restantes moradores! xD

      Eliminar
  4. xD olha que maravilha...então és tu que não mores à fome quando te juntares xD haha
    ainda bem que ele cozinha :) o meu também faz coisas muito muito boas...mas diz-me sempre que não pode cozinhar porque eu posso ficar mal habituada xD haha...eu como gosto de andar de volta das panelas não me chateio :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu namorado é muiiiito preguiçoso, não o estou a ver a cozinhar todos os dias apesar de cozinhar muito bem e de saber disso. :/ Mas também não estamos com intenções de nos juntar tão depressa...

      Eliminar
    2. Porque apesar de já namorarmos há 5 anos e de já termos morado juntos na universidade (apesar de também partilharmos a casa com mais 3 amigos nossos), ainda não nos sentimos preparados para dar esse passo, ainda somos muito imaturos para dar um passo desse tamanho, mas não é por isso que gosto menos dele. Além disso, neste momento ele é o único de nós os dois a trabalhar, eu estou desempregada, ainda dependo financeiramente da minha mãe, estou a terminar o meu mestrado que dá bastantes despesas que a minha mãe paga, não me sentia bem a depender financeiramente dele, apesar de eu saber que caso eu necessitasse ele me ajudaria e vice-versa, mas eu preservo a minha independência e a minha liberdade. E estamos bem assim, uns dias dorme ele em minha casa, noutros dias durmo eu na dele, uns dias ficamos sozinhos no nosso espaço... Também é bom! :) Mas confesso que sinto saudades de dormir abraçada a ele toda a noite e de termos uma casa só para nós, sem os nossos pais...

      Eliminar
  5. Ohh coitadinha :p
    Podiam ter avisado, pa ela n voltar a sair assim...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ela estava tão orgulhosa, não íamos ser desmancha prazeres! :p

      Eliminar
  6. Em casa sempre fui habituada a saber fazer de tudo um pouco, por isso quando fui para a universidade já me desenrascava mas claro que ainda fiquei melhor. Viver noutro local, que não a casa dos papás, quando se vai para a universidade é uma experiência muito importante, ajuda-nos a ficar mais independentes, a saber cuidar de nós mesmos :)

    Boa semana
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bem verdade, eu continuo a achar que na universidade crescemos muito mais a esse nível do que ao nível dos ensinamentos académicos. Eu sempre fui muito poupada em casa, não estava habituada a fazer nada, custou-me a aprender, mas não são coisas que eu desgoste de fazer, tirando cozinhar! xD

      Eliminar
  7. Vivo sozinha desde julho do ano passado. Era igual a ti. Com a diferença que sempre gostei de cozinhar. O meu problema agora é : Não gosto de cozinha SO para mim..
    Não sou a melhor, muito pelo contrario nas limpezas e assim mas vou fazendo e dando o meu melhor!
    Afinal, é assim que se aprende ^^

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu prefiro fazer a limpeza e passar a ferro visto que a cozinhar sou um desastre...
      Deve ser muito aborrecido cozinhar para nós próprios, estar em volta das panelas e depois comer sozinha! :/

      Eliminar
  8. O que interessa é que ela, tal como tu, vai aprender e no fim orgulhar-se disso (:

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E que demore pouco tempo para não ter de andar muitas vezes assim com as camisas! xD

      Eliminar
  9. Ohh coitadinha, mas ela irá aprender

    ResponderEliminar
  10. Eu sempre fui habituada a limpar o pó e aspirar a casa, mas de resto nunca fiz muito em casa. Tudo o que sei é de ver a minha mãe a fazer e acho que me saí muito bem quando morei sozinha durante 1 ano. Na verdade, durante todo esse tempo nunca passei uma peça de roupa a ferro. Era sair da máquina, esticar muito bem e voilá (também não uso camisas senão aí estava feita)!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu aprendi muito durante o tempo de universidade, não sabia fazer rigorosamente nada e hoje faço um pouco de quase tudo! :)

      Eliminar
  11. Que comédia.. mas sempre ouvi dizer que é com os erros que se aprende.. por isso, ela vai aprender de certeza ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, se não experimentarmos e errarmos nunca aprendemos nem evoluímos! :)

      Eliminar
  12. Tudo se aprende, eu já sabia tratar da casa e da roupa mas não sabia cozinhar. Foi na universidade que aprendi, com as minhas colegas de casa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu fiz imensas tentativas e estraguei muita comida, mas nunca consegui fazer uma refeição com um paladar decente...De resto aprendi a fazer de tudo um pouco! :)

      Eliminar
  13. Ahah coitadinha :p
    Eu não sei cozinhar muita coisa, só o básico. Mas limpar limpo bem xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu nas limpezas também me safo, mas em cozinhados sou zero! xD

      Eliminar
  14. Respostas
    1. Também aprendi muito durante o meu tempo na universidade! :)

      Eliminar
  15. LOL!
    E não sabe bem aprender pelos próprios meios?

    Só posso imaginar o que é ser criada assim pois eu mesmo que fosse poupada, tinha curiosidade e precisava descobrir como as coisas se fazem e sentia vontade de fazer. Ainda hoje. E não é só das tarefas domésticas básicas, que essas nem me agradam por aí além, mas sendo preciso gosto também de ser eu a montar fios, furar paredes, fixar prateleiras, pintar, lixar móveis, montar candeeiros, envernizar, etc... Já construí um móvel para utensílios de limpeza (de forma a aproveitar um espaço vazio de existência enervante) e hoje nem sei se conseguiria voltar a fazê-lo tão perfeito como está!


    Mas uma coisa conclui: quem a isso é poupado acaba por mais tarde na vida tomar-lhe um gostinho especial, como se tivesse descoberto um milagre anti-stress. Geralmente o que mais preferem é passar a ferro.

    PS: Oferece à tua irmã um ferro de engomar de alta qualidade. (Vapor, muito vapor ehehe) Isso faz diferença, até a pessoa mais sem jeito consegue resultados admissíveis ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não desgosto das tarefas domésticas, claro que prefiro fazer outras coisas, mas não me custa nada dar uma ajuda.
      Geralmente eu prefiro aprender a fazer as coisas por mim, sem ter de recorrer a outras pessoas, sempre fui muito auto-didacta. Gosto de aprender com os meus erros.
      Passar a ferro é sem dúvida o que eu mais gosto ao nível das tarefas domésticas.

      Obrigada pela dica! :p

      Eliminar
    2. LOL!
      Um com caldeira, que foi o que acabei agora de usar eheheh!

      Bjs

      Eliminar
    3. É como o meu cá de casa! :)

      Beijinho ♥

      Eliminar

Never look back, if Cinderella went back to pick up her shoe, she wouldn't have become a princess ♥