sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Karma is a bitch, bitch!


Estão a ver aquelas pessoas que estão constantemente a fazer cara de anjinho, sorrisinho sonso e aparentam ter um ar muito inocente e delicado? Não suporto esse género de pessoas. Não é embirração, pura e simplesmente não consigo lidar com pessoas dissimuladas.

Tinha uma colega de curso que encaixa na perfeição neste perfil. Toda ela era, e suponho que continue a ser, um poço de falsos moralismos e mentiras descaradas. O seu passatempo favorito era ouvir as conversas alheias e criticar, criticar, criticar, .... A sua frase preferida era, sem dúvida, "A minha mãe sabe bem o que tem em casa!". O problema é que não sabia...
Durante os longos 3 anos em que fomos colegas de curso,  fui, muitas vezes, alvo da sua língua afiada. Criticava-me a mim, a quem vivia comigo e a quem frequentava a nossa casa. Dizia que nós organizávamos festas onde abundava o álcool, a droga e o sexo. Afirmava que o nosso comportamento não era moralmente correcto, que os nossos pais não deviam saber o género de vida que nós tínhamos senão nunca aceitariam uma situação como aquela... Até hoje não percebo como conseguiu tirar estas conclusões se nunca foi convidada para nenhuma festa em nossa casa e nunca lá pôs os pés... De qualquer forma, caso fosse verdade, não era nada com ela, cada um é livre de fazer o que quer e bem lhe apetece, desde que não falte ao respeito a si próprio e ao próximo. Quanto ao facto de os nossos pais saberem ou não o que nós fazíamos, isso era um problema que só a nós dizia respeito. E sim, conheciam o modo como vivíamos, sabiam que dávamos festas, que bebíamos, que fazíamos barulho, sabiam que muitas das vezes não íamos às aulas, que fazíamos asneiras e que nos metíamos em problemas. Sabiam da maioria das coisas, não de tudo, mas da maioria. Qual é o filho que conta tudo aos pais? Há coisas que não contamos porque os respeitamos, porque queremos evitar conversas embaraçosas e preocupações desnecessárias, mas eles sabem que essas coisas acontecem.
De qualquer maneira, naquela casa nunca foi feito nada que fizesse os nossos pais sentirem vergonha de nós, nada... No entanto ela fazia questão de dizer, enquanto punha aquele sorriso de santinha nos lábios, que jamais teria esse tipo de comportamentos, que não é aceitável uma mulher beber desalmadamente, fumar, drogar-se e participar em jogos sexuais.  Ainda estou à espera que ela me diga onde e quando me viu participar em jogos e orgias sexuais, que me diga onde e quando me viu drogada...
Quando me vieram contar que ela andava a espalhar esta espécie de boatos resolvi ir falar com ela. Negou. Disse, enquanto olhava para mim com o seu ar mais inocente, que nunca tinha dito nada disso, que eu tinha de acreditar nela, porque ela me adorava e nunca na vida diria isso de mim. Eu não sou burra, não me iludo com algumas lágrimas de crocodilo e com um beicinho. Avisei-a que não queria que voltasse a pronunciar o meu nome e o dos meus amigos, senão da próxima vez eu não me iria ficar pelos avisos.
A verdade é que os rumores e boatos por ela levantados começaram a desaparecer. O aviso tinha resultado.


Passados uns meses começou a circular pela nossa escola um vídeo comprometedor no qual a minha colega tinha todo o tipo de comportamentos que ela dizia serem imorais. A vergonha dela foi tanta que acabou por congelar a matrícula e mais tarde desistir do curso.
Aquele ar de inocente a mim nunca me enganou... Já a mãe dela, que conhecia tão bem a filha, parece que andava um pouco enganada!


36 comentários:

  1. ouhhhhh it's karma bitch! tambem conheço uma pessoa assim...felizmente livrei-me dela ehehe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o melhor a fazer, livramos-nos deste género de pessoas! --'

      Eliminar
  2. Eu tambem nao suporto esse tipo de pessoas! Longe sff!

    ahahah acho que quem a regava era eu :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu ainda não consegui perceber o porquê de haver pessoas com este género de comportamentos, mas enfim! --'

      Eliminar
  3. As santinhas são a piores. Fazem-nas pela calada.
    Onde é que posso ver o vídeo da gaja? eheheheheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Onde anda o vídeo agora não faço ideia, talvez em algum site pornográfico... Houve uma altura que circulava pelos mails de alguns alunos lá da escola! LOL
      Nunca gostei muito de falsos moralismos e quando alguém se mostra muito defensor deles começo a estranhar! --'

      Eliminar
  4. Não suporto gente assim. Que bom que ela lá teve o que merece! :D

    ResponderEliminar
  5. já somos duas então que adoramos! (:

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho uns quantos com esse formato, mas raramente uso porque faço facilmente alergia!

      Eliminar
  6. Odeio esse tipo de gente! Gosto é de gente genuína, que diz o que tem a dizer na hora, sem medos. E, sobretudo, que não ande aí a falar da vida dos outros. God!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao menos que falasse a verdade e não andasse a inventar... É gente que tem demasiado tempo livre e uma vida um tanto ou quanto deprimente, para criar vidas às outras pessoas!

      Eliminar
  7. A imaginação para a criação dos boatos tinha que vir de algum lado ;) Essa gentinha irrita-me tanto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não suporto este género de pessoas... --'
      Baseava-se na vida dela para criar fofocas sobre os outros, enfim, gente deprimente!

      Eliminar
  8. Opá, ela queria era afastar a concorrência. ahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca me passou pela cabeça tentar fazer-lhe concorrência! LOL

      Eliminar
    2. Porra, levas tudo à letra. eheheh

      Eliminar
  9. Também odeio essas pessoas metem-me uns nervos

    ResponderEliminar
  10. Ahah isso é bastante comum. As pessoas com mais moralismos são as que mais surpreendem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por isso é que eu fico sempre com um pé atrás com as pessoas que são demasiado moralistas...

      Eliminar
  11. é muito bem feito para ela! essas pessoas tiram-me do sério -.-

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também a mim, não há paciência para tanta estupidez! --'

      Eliminar
  12. Opa acho que não ias gostar de mim, a primeira frase sou eu LOL =P Mas eu só faço carrinha de sonsa pros profs =P=P Percebo qual é o tipo de pessoa que falas e também não gosto nada

    Beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu estava-me a referir a uma carinha de sonsa e a um sorrisinho cínico usado constantemente para tentar convencer as pessoas de uma coisa que na realidade ela não era!

      Eliminar
  13. Ahah ai como eu adoro o karma. Quem mais critica é quem faz as piores coisas, sempre. É tão bem-feita que é para aprender a não falar dos outros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não suporto este género de pessoas, devem sofrer de algum tipo de recalcamento! --'

      Eliminar
  14. não duvides que karma é mesmo bom nessas situações :p ahaha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Karma tem tanto a fazer com estas pessoas! xD

      Eliminar
  15. Também odeio esse tipo de pessoas.
    Até parece que elas se tornam melhores se andarem por aí a corrigir os outros e a mandar boatos falsos por aí.
    Odeio! Simplesmente ODEIO essa gente!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se há coisa que não suporto é este tipo de gente. --'

      Eliminar
  16. Porque é que acontece sempre isso?! pessoas assim nunca me enganam...ando sempre de pé atrás com elas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também eu, sou muito desconfiada com este género de pessoas... E raramente me engano, normalmente as minhas desconfianças têm razão de ser...

      Eliminar
  17. Ahahah o karma é lixado! :)

    Beijinho
    Boa semana

    ResponderEliminar

Never look back, if Cinderella went back to pick up her shoe, she wouldn't have become a princess ♥